RSS

Arquivo da tag: sobremesa

Receita da semana – Suspiro

SuspiroCom meu estágio no D.O.M., não tenho conseguido atualizar o blog com mais frequência. Mas, em duas semanas, termino o estágio e volto a postar aqui, inclusive experimentando algumas receitas que estou aprendendo por lá.

Esta semana, fiz suspiro para treinar uma técnica que aprendi no curso. Suspiro me lembra infância. Não era um doce que minha mãe fazia sempre, mas, por isso, mesmo quando tinha era especial!

Para fazer suspiro, você precisa de paciência, especialmente com o tempo de forno. Ele vai levar pelo menos 50 min no forno bem baixo.

Um bom suspiro precisa ser sequinho e claro (não pode corar no forno). Para ele ficar sim, você tem que controlar o forno. Se o suspiro começar a ficar moreno, abaixe o fogo.

Para variar, você pode adicionar raspas de limão (ou de laranja), amêndoas torradas e moídas (conhecido como merengue japonês) ou qualquer outro aromatizante seco (numa proporção máxima de 20% do peso da receita).

Esta receita, da chef confeiteira Lúcia Soares, é muito boa!

  • 180 g de glaçúcar
  • 3 claras (90g)
  • Papel manteiga
  • Manteiga para untar
  1. Bater as claras até que quadrupliquem de volume, em picos firmes (o ponto estará certo, quando você virar o bowl de cabeça para baixo e as claras não despencarem).
  2. Ainda batendo, acrescentar o açúcar aos poucos, colher por colher. O merengue estará no ponto quando a mistura voltar a ficar firme e homogênea.
  3. Com um saco de confeitar, modelar os suspiros no formato de sua preferência (quanto maior, mais tempo levará para secar), em forma forrada com papel manteiga untado, ou em uma esteira de silicone (silpat).
  4. Aqueça o forno a 100 graus (Atenção: a temperatura marcada no forno, geralmente, não corresponde à real. Minha sugestão é começar a assar com o fogo um pouco mais alto. Se o suspiro começar a ficar moreno, baixe a temperatura).
  5. Leve ao forno semi-aberto (prenda a porta com um pano de prato ou com uma caixa de fósforo) por cerca de 1 hora, até o suspiro secar.
  6. Depois de resfriar, você pode guardar em embalagem bem fechada (para o suspiro não murchar) por várias semanas.
Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18/09/2011 em Receitas, Sobremesas

 

Tags: , , , , ,

Receita da semana – Doce de abóbora

doce de abóboraAproveitando o ritmo da festa junina, a receita desta semana é de doce de abóbora.

Doce de abóbora é doce do vó, não é? E essa receita é mesmo da minha avó. Só adaptei um pouco para ficar em calda em vez de cremoso, que é como ela costuma fazer (com coco ralado!).

A receita é simples e deliciosa! Vale a pena experimentar.

  • 1 kg de abóbora em cubos grandes (de 1,5 cm)
  • 500 g de açúcar
  • 4 canelas em pau
  • 6 cravos
  1. Coloque a abóbora em uma panela grande e cubra com o açúcar. Coloque também os cravos (em um sachê de tecido, ou num daqueles infusores de chá) e as canelas.
  2. Tampe-a e deixe descansar na geladeira por 2 horas. Passado esse tempo, a abóbora vai liberar bastante líquido, que é a base da calda.
  3. Leve a panela tampada ao fogo (deixe uma fresta para sair o excesso de vapor). Ferva por 20 minutos em fogo alto.
  4. Retire o sachê de cravos e leve a panela à geladeira, tampada. É importante que os pedaços de abóbora fiquem cobertos com a calda, para não enrugar (se for necessário, faça mais calda fervendo 1 parte de açúcar para 2 partes de água).
  5. Conserve o doce em potes fechados, na geladeira. Deixe a abóbora curtir na calda por pelo menos 1 dia, antes de servir.
Para fazer o doce cremoso, a receita é parecida. Você pode cortar a abóbora em pedaços maiores e não precisa deixá-la descansar no açúcar para soltar líquido. Na hora de cozinhar, é só amassar a abóbora, quando ela estiver macia.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 04/07/2011 em Receitas, Sobremesas

 

Tags: , , , , , ,

Receita da semana – Arroz doce

Arroz doceSemana passada estava viajando e não pude atualizar aqui. Em compensação, essa semana vou colocar duas receita. Hoje vou dar a receita do arroz doce; amanhã, salmão com crosta de gergelim (receita do chef Marcelo Neri, muito gostosa!).

O arroz doce é de origem árabe e chegou até nós pelos portugueses. Ele é conhecido em todo mundo. Achei até nos EUA (Nova York) uma loja especializada em arroz doce, a Rice to riches. Eles têm vários sabores: o tradicional com canela, pêssego e manga, banana e morango, chocolate, entre outros.

Essa receita é de família. Ela é simples de preparar, e é a melhor que conheço.

INGREDIENTES

  • 1 xícara (chá) de arroz
  • 1 l de água
  • 1 pitada de sal
  • 4 paus de canela
  • 2 xícaras (chá) de açúcar refinado
  • 0,5 l de leite
  • 3 gemas
  • Canela em pó

PREPARO

  1. Cozinhe o arroz na água, com uma pitada de sal, em panela tampada e fogo baixo, até a água quase secar. A quantidade de água é muita mesmo, para o arroz ficar bem cozido.
  2. Enquanto isso, coloque em uma frigideira (sautoir) a canela em pau e metade do açúcar. Ponha em fogo baixo, até o açúcar dourar.
  3. Retire a frigideira do fogo e acrescente o leite. Volte ao fogo baixo, até dissolver todo o açúcar.
  4. Espere o leite esfriar um pouco e adicione as gêmeas, misturando bem para incorporar.
  5. Quando o arroz estiver bem cozido, acrescente essa mistura e o restante do açúcar. Espere ferver e cozinhe por mais 5 minutos.
  6. Sirva em potes individuais ou numa travessa. Na hora de servir, polvilhe a canela em pó.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/06/2011 em Receitas, Sobremesas

 

Tags: , , ,