RSS

Arquivo da tag: Molho

Salada grega – refrescante!

Salada grega

Esta salada é uma ótima opção para o verão, com vegetais crocantes – pepino, pimentão e cebola roxa – e um refrescante vinagrete de hortelã!

  • 1 tomate débora em cubos grandes
  • 1 pepino japonês em rodelas
  • 1/2 pimentão verde em julienne (tiras finas)
  • 1/2 cebola roxa em julienne (tiras finas)
  • 50 g de queijo feta (ou mussarela de búfala)
  • 30 g de azeitonas pretas sem caroço

Para o vinagrete:

  • 3 ramos de hortelã fresca
  • 3 ramos de orégano fresco (ou 1 colher (chá) de orégano seco)
  • 4 ramos de salsinha fresca
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho tinto (com vinagre balsâmico fica muito bom também!)
  • 6 colheres (sopa) de azeite extra virgem
  • Pimenta do reino e sal
  1. Misture todos os vegetais, o queijo e as azeitonas em um bowl grande e reserve na geladeira.
  2. Pique finamente todas as ervas.
  3. Em um bowl pequeno, coloque as ervas picadas, o azeite e o vinagre. Misture bem com um garfo ou com um batedor de arame, até que o molho fique homogêneo. Tempere o molho com sal e pimenta.
  4. Misture o molho na salada gelada, acerte o sal e a pimenta. Sirva imediatamente.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/02/2012 em Receitas, Salada

 

Tags: , , , , , , , , , ,

O melhor (e mais simples) molho para assados

Molho para assadosMuita gente desperdiça uma das iguarias mais saborosas que existem… Aquela crosta que se forma no fundo da assadeira pode se transformar em um molho maravilhoso para acompanhar sua carne ou frango assado. Acreditem, eu mesmo já cometi essa heresia. Seguem as dicas de como aproveitá-lo da melhor maneira:

  1. Retire o excesso de gordura – aqui há dois de modos de fazer, o mais rápido e o mais saboroso. Se você tiver pouco tempo, despreze todo o líquido da assadeira. O problema é que esse líquido, além de gordura, contém um caldo delicioso (sucos da carne, temperos e colágeno). Assim, se você puder, despeje o líquido da assadeira numa vasilha alta e deixe na geladeira por 1 ou 2 horas. Vão se formar duas camadas: a superior (mais opaca e sólida) é gordura, raspe-a com uma colher e descarte-a; a inferior, líquida ou gelatinoso é o caldo que você vai usar.
  2. Separe os ingredientes – pique grosseiramente 1 cebola, 1/2 cenoura, 1 talo de salsão, 1 tomate (você pode usar alho poró também). Separe meio copo de vinho (ou 4 colheres de sopa de vinagre) branco para aves e tinto para carnes vermelhas.Separe também 1 copo de caldo de frango, carne ou legumes (se você tiver desengordurado o caldo do “passo 1”, use-o aqui. Se não tiver nenhum caldo à mão, use água mesmo).
  3. Refogue os vegetais – leve a assadeira (com todos os sólidos do assado grudados no fundo) ao fogo médio. A hora que a assadeira começar a chiar, doure nela a cebola e a cenoura. Se precisar, acrescente um fio de azeite. Com uma espátula de silicone ou uma colher vá mexendo a cebola e a cenoura. Aproveite para começar a soltar os sólidos do fundo. Acrescente o salsão.
  4. Solte os sólidos do fundo – Junte o vinho e raspe todo o fundo. Ele deve se soltar facilmente.Quando o vinho tiver evaporado quase totalmente, junte o tomate e espere que ele desmanche um pouco. Junte, então, o caldo e deixe-o ferver em fogo baixo por 4 minutos.
  5. Coe e acerte o ponto e o tempero – coe o molho com uma peneira e despreze os sólidos. Volte com o molho na panela e deixe-o ferver até chegar à consistência de molho (levemente grosso). Você pode juntar aqui uma colher (sopa) de maisena dissolvida em 2 colheres (sopa) de água se necessário. Mexa vigorosamente para a maisena não empelotar (se empelotar é só coar novamente). Tempere com sal e pimenta.

Pronto! Esse é o melhor molho para assados que você já experimentou.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 03/01/2012 em Dicas, Molhos, Receitas

 

Tags: , , , , ,

Vinagrete de tomate-cereja

Vinagrete de tomate cerejaEsta semana fiz esse vinagrete de tomate-cereja para acompanhar uma pescada grelhada com crosta de pão.

O vinagrete mais conhecido é aquele de churrasco: com tomate, cebola, salsinha e, às vezes, pimentão, picados. Esse é um vinagrete de origem mexicana: uma salsa.

O segredo do vinagrete é a proporção entre o azeite e o ácido (vinagre ou limão). O ideal é 1 parte de ácido, para 4 partes de azeite. Seguindo essa regra, o restante dos ingredientes só vão aromatizar o seu vinagrete, deixando-o com do jeito que você gosta. Experimente, por exemplo, fazer uma versão italiana da salsa com vinagre balsâmico, azeite, manjericão, tomate e cebola (picados). Sirva sobre uma fatia de pão italiano ou para acompanhar um filé.

Esta versão, de tomate-cereja, fica deliciosa com peixe, salada e até mesmo com pão. A cor desse molho, alaranjada e brilhante, é incrível.

  • 2 colheres (chá) de mostarda Dijon
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco
  • 65 ml de óleo vegetal (canola ou girassol)
  • 65 ml de azeite
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de pimenta
  • 120 g de tomate-cereja
  • 1 pitada de açúcar
  • 1 dente de alho esmagado
  1. Em uma tigela, misture a mostarda, o vinagre, o sal e a pimenta.
  2. Batendo sempre com um fouet (batedor), incorpore o óleo e o azeite, primeiro em gotas, depois em fio.
  3. Coloque essa mistura no liquidificador com o restante dos ingredientes e bata até obter um purê liso.
  4. Corrija o sal. Se precisar ajuste a consistência com um pouco de água.
Seguindo os passos 1 e 2, você tem um vinagrete básico, que pode ser acrescido de outros ingredientes: laranja e alecrim; mel e gengibre; algum tipo de queijo; azeitona e tomate seco; pimentão etc.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/08/2011 em Molhos, Receitas

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Receita da semana – Chutney de frutas de outono

Chutney de frutas de outonoO chutney é um molho típico indiano. Seu sabor é intenso, agridoce e/ou picante. Por isso, nem todo mundo gosta. Eu sou suspeito: adoro chutney! O mais comum é o de manga. Mas dá pra fazer de praticamente todas as frutas e também de alguns legumes, como tomate. O de banana, é uma delícia!

Foi criado como forma de conservar as frutas, assim, se guardado em lugar fresco, seco e escuro, dura até 3 meses. Aliás, ele fica melhor com o tempo (espere pelo menos uma semana para servir).

Ele acompanha bem grelhados de uma forma geral (especialmente carne de porco), queijo, ou simplesmente no pão ou na torrada!

Nesta receita, uma versão europeia, com maçã e pera.

  • 225 g de maçãs descascadas, em cubos pequenos (6 mm)
  • 110 g de peras descascadas, em cubos pequenos
  • 100 g de cebola em cubos pequenos
  • 1/4 de dente de alho esmagado
  • 60 g de uva passa
  • 250 ml de vinagre de maçã ou de vinho branco
  • 1 colher (chá) de gengibre em pó
  • 1 colher (chá) de açafrão-da terra
  • 2 paus de canela
  • 6 g de sal
  • 110 g de açúcar mascavo
  1. Coloque a maçã, a pera, a cebola, o alho, a uva passa e o vinagre em uma panela. Deixe ferver, em fogo baixo, e cozinhe por 20 minutos (até a maçã amaciar, sem desmanchar).
  2. Adicione os demais ingredientes e cozinhe por cerca de 45 minutos, até quase todo o líquido evaporar.
  3. Espere esfriar, retire os paus de canela, e guarde na geladeira, em vidros bem tampados.

Rendimento: 500 g

Receita adaptada do livro: Chefs: segredos e receitas, organizado por Jill Norman. São Paulo: Melhoramentos, 2007.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18/07/2011 em Molhos, Receitas

 

Tags: , , , , ,

Tarator de amêndoa

Tarator de amêndoaO tarator é um molho de origem turca, que acompanha frituras, especialmente peixe ou lula (ficou muito bom com frango também!). Ele é feito com castanhas e algum ácido (limão ou vinagre), espessado com miolo de pão. O sabor lembra muito o do homus (molho de grão-de-bico).

  • 3 colheres (sopa) de miolo de pão (12 g)
  • 4 colheres (sopa) de leite (48 ml)
  • 175 g de amêndoas branqueadas e sem pele
  • 3 dentes de alho picados
  • 120 ml de azeite de oliva
  • suco de 1 limão
  • Sal e pimenta-do-reino
  1. Deixe o pão de molho no leite por 30 minutos.
  2. Enquanto isso, para tirar a pele das amêndoas (aquela que fica grudada na castanha), deixe-a em água fervente por 3 minutos. A pele vai enrugar e você pode tirá-la facilmente.
  3. Bata, então, todos os ingredientes no liquidificador, exceto o óleo, até formar um purê bem grosso.
  4. Ainda batendo, acrescente o azeite em fio.
  5. Tempere com sal e pimenta.

(rende 300 ml)

Para a sobrecoxa: em uma frigideira, esquente um pouco de azeite e um pouco de manteiga em medidas iguais (1 colher (sopa) de cada) em fogo alto. Enquanto o óleo esquenta, tempere a sobrecoxa com sal e pimenta. Frite primeiro o lado da pele, até ficar bem dourado. Depois vire a peça, abaixe o fogo e deixe fritar por pelo menos mais 5 minutos, até a carne cozinhar.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12/07/2011 em Molhos, Receitas

 

Tags: , , ,

Receita da semana – Molho chimichurri

Molho ChimichurriEste molho de origem argentina é uma delícia para churrascos e grelhados. Substitui bem nosso tradicional vinagrete (salsa). Ele pode ser processado no liquidificador (como o da foto) ou só picado e misturado. Também é usado para marinar as carnes, antes de assar na grelha. Comi com hambúrguer… ficou muito bom também!

  • 75 g salsa picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 pimentas vermelhas sem semente picadas
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho tinto (24 g)
  • 1 colher (chá) orégano (5 g)
  • 100 ml azeite
  • Sal
  1. Bata todos os ingredientes, menos o azeite, no liquidificador (ou processador).
  2. Adicione o azeite em fio.
  3. Tempere com sal.

E está pronto!

Dica: Se o liquidificador não estiver misturando os ingredientes, sacuda-o enquanto estiver batendo. Isso ajuda a levar a mistura até as hélices do liquidificador.

Para fazer uma versão rústica desse molho. Em vez de bater no liquidificador, misture tudo em um bowl. Adicione o azeite no final, em fio, para emulsioná-lo. Sirva com carnes.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10/07/2011 em Molhos, Receitas

 

Tags: , , , , , ,

O chutney

Chutney de bananaPreciso confessar: estou viciado em chutney!

Fiz um de manga, há umas duas semanas mas não ficou muito bom. A manga não estava muito doce e acho que cozinhei demais. Enfim, deu errado.

Aí na quarta-feira passada ia viajar e tinha seis bananas já bem maduras na fruteira.

O que se faz com frutas bem maduras, para conservá-las por mais tempo? Chutney!

O chutney é um molho agridoce, uma invenção dos indianos que, além de serem uma delícia, são usados com essa função “conservante”.

Lá fui eu para minha segunda tentativa de chutney. O resultado foi incrível!

A diferença foi que a fruta estava bem doce e cozinhei por menos tempo, deixando o molho com muitos pedaços ainda.

Tenho comido todo dia, com sanduíche de queijo e com torrada. Quero experimentar agora com risotto (com parmesão, achei essa dica aqui: http://trembom.com/2007/10/07/risotto-de-chutney-de-banana-da-terra-com-parmesao/). Deve ficar bom também com peixe.

Segue a receita:

  • 250 g bananas prata bem maduras em rodelas de 1 cm
  • 25 g cebola em cubos pequenos (brunoise)
  • 1/2 dente de alho em cubos pequenos (brunoise)
  • 100 ml vinagre de maçã
  • 50 g açúcar mascavo
  • 1/2 canela em pau
  • Pimenta vermelha em cubos pequenos (brunoise, bem pouco)
  • 2 g de gengibre fresco em cubos pequenos (brunoise)
  • Suco de 1/2 limão
  • Sal
  1. Em uma panela, colocar a banana, a cebola, o alho, o vinagre e o açúcar.
  2. Aquecer em fogo brando, misturando até o açúcar dissolver.
  3. Quando a mistura ferver, adicionar a canela, a pimenta e o gengibre. Cozinhar por alguns minutos até a banana começar a desmanchar e formar um molho, como uma geleia (mas ainda com muitas rodelas inteiras).
  4. Tirar do fogo, adicionar o limão e o sal.
  5. Descartar a canela e guardar na geladeira (destampado até esfriar, depois tampar).
  6. Deixar curtir na geladeira por pelo menos 3 dias.

O chutney, bem conservado, dura até 15 dias na geladeira.

 
1 comentário

Publicado por em 27/04/2011 em Molhos, Receitas

 

Tags: , , , , ,